La Escuela Cervecera Inglesa: historia y curiosidades

Hoje viemos contar um pouco mais sobre a história de uma das mais antigas Escolas de Cerveja: a inglesa.

A tradição cervejeira nas Ilhas Britânicas é inegável. Acredita-se que na Idade do Ferro as tribos celtas que habitavam as ilhas já consumiam esta bebida. Foi o que encontrou o general romano Júlio César, quando comandou a primeira invasão romana da Inglaterra, em 55 aC. C., foi encontrada uma cidade que consumia uma bebida alcoólica fermentada feita de cereais. Em outras palavras, cerveja.

Cerveja, os romanos e os vikings

Mesmo durante o domínio dos romanos, que a consideravam uma bebida inferior ao vinho, a cerveja permaneceu no cotidiano dos habitantes das Ilhas Britânicas, e seu consumo suplantou o do vinho por volta do século III.

Com o fim do Império Romano no século V e a posterior ocupação das ilhas por tribos anglo-saxônicas da Europa continental, na região onde hoje se encontram Dinamarca e Alemanha, hidromel e cerveja (Ale) foram as bebidas mais consumidas. Falando em “Ale”, é quando a palavra aparece no vocabulário da língua inglesa, originada da palavra dinamarquesa para cerveja, øl.

Idade Média: monges e mulheres

O início da Idade Média foi marcado por algumas transformações que foram fundamentais na história da cerveja na Europa. Por um lado, o crescimento das cidades, que aumentou a procura de cerveja a tal ponto que a produção nacional não a conseguia suprir, incentivando os mosteiros a produzirem cerveja em larga escala.

Edad Media: monjes y mujeres

Ao longo dos anos, o costume de fazer cerveja se espalhou para além das abadias, instalando-se em casas e fazendas graças às mulheres, então chamadas "esposas de cerveja", ou seja, as esposas de cerveja. Como já dissemos em outros artigos, na história tem sido comum a preparação desta bebida ter sido uma tarefa exclusivamente feminina (até que lhes deu muita força e acabaram tirando seu poder). o direito de produzir cerveja, mas isso é outra história)

O primeiro imposto sobre cerveja no Reino Unido foi o Saladin Tithe, introduzido em 1188 por Henrique II para arrecadar dinheiro para as Cruzadas.

Ale: cervejas com lúpulo

Ale: las cervezas con lúpulo

No s. XV uma versão moderna do Ale, ou melhor, Ale para secar para os ingleses, retornou à Inglaterra da Holanda, terra de grandes mercadores marítimos. Eles eram feitos exclusivamente com água e malte, já que a levedura era desconhecida na época. A cerveja que já era fabricada na Inglaterra antes da chegada dos holandeses tinha os mesmos ingredientes, com a exceção do lúpulo.

Esses dois tipos de cerveja conviveram durante séculos, mantendo essa pequena diferenciação, pois em muitas cidades a administração local se encarregou de fiscalizar os bares para garantir que a elaboração da “tradicional ale” continuasse preservando sua receita original.

A revolução industrial: a revolução na produção de cerveja

A revolução industrial, iniciada neste país, trouxe consigo grandes avanços tecnológicos que levaram ao desenvolvimento de novas técnicas de produção. Além do desenvolvimento de novos métodos de fabricação, foram implantadas grandes fábricas onde podiam ser produzidos litros e litros dessa bebida, que se tornou, se possível, ainda mais popular entre os britânicos da época.

Pequenas empresas familiares tornaram-se marcas nacionais durante o s. XIX, muitas delas baseadas nas cervejas que eram feitas em Burton on Trent, que teve grande fama graças à sua água, especialmente boa para a fabricação de cerveja.

Inglaterra e cerveja hoje

Na década de 1970, a fabricação de cerveja estava concentrada em um punhado de grandes empresas nacionais. Em setembro de 2014 havia mais de 1.475 cervejarias no Reino Unido, com três novas cervejarias sendo criadas a cada semana.

Isso fez do Reino Unido o país com o maior número de cervejarias per capita do mundo, onde entre elas produzem mais de 8.000 cervejas.

Os estilos ingleses são alguns dos mais conhecidos e temos uma seleção deliciosa em nossa loja. Mas para saber um pouco mais sobre eles você terá que esperar pelo próximo artigo. Que tal adoçar a espera com uma boa cerveja…. tão britânico? Saúde!

Inglaterra y la cerveza hoy

Fontes: escerveza.com, mestre-cervejeiro.com, escerveza.com

Cerveza inglesaEscuela cervecera inglesaIpa

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados