15 términos cerveceros que debes conocer

Antes, pedir cerveja era fácil. Você se sentou em um terraço e o maior drama foi decidir se queria uma cerveja ou uma garrafa. E sempre muito frio. Ou mesmo frio. Eles não tinham um ótimo sabor, mas isso era a última coisa que importava.


E um dia você descobriu as cervejas artesanais. Você estava na casa de um amigo, e ele lhe disse que tinha encontrado um site, Beersapiens.com, super cool, com muitos estilos e marcas de cervejarias nacionais. Vamos, acabei de receber um pedido, vamos experimentar?, disse sorrindo enquanto se dirigia à cozinha.


Foi aí que tudo começou. Você começou a ouvir palavras desconhecidas até agora e às vezes tinha vergonha de perguntar. Mas, aquelas cervejas eram tão boas! Para te ajudar um pouco mais nesse fascinante caminho, das cervejas artesanais, deixo aqui os 15 termos que você deve saber sim ou sim. Estes conceitos irão ajudá-lo, não só a parecer um especialista na próxima vez que encomendar, mas também a compreender melhor as suas características de elaboração, aromas e sabor.

15 términos cerveceros que debes conocer

1 - Álcool por volume: Quantidade de álcool na cerveja, em termos de porcentagem de volume de álcool por volume de cerveja.

2 - Amargor: É uma sensação no dorso da língua, causada pelo amargor do lúpulo ou pelo excesso de casca do cereal maltado.

3 - Carbonatação: A faísca causada pelo dióxido de carbono, que é criada durante a fermentação ou injetada posteriormente.

4 - Corpo: É o toque da cerveja que sentimos na boca. Uma cerveja encorpada parece espessa e quase mastigável, enquanto uma cerveja leve parece água.

5 - Dry Hopping: Método que consiste em adicionar lúpulo seco após a cerveja ter finalizado sua fermentação inicial e estar em processo de maturação. É usado para adicionar aromas adicionais à cerveja finalizada.

6 - Enzimas: São catalisadores que se encontram naturalmente no grão. Quando aquecidos na mistura, eles convertem os amidos da cevada maltada em maltose, um açúcar usado na dissolução e fermentação para fazer cerveja.

7 - Estilos de Cerveja: São as categorias pelas quais as cervejas são identificadas e classificadas com base em suas características de aparência, aroma, sabor e sensação na boca, estabelecidas por um intervalo aproximado de estatísticas vitais.

8 - Filtragem: Processo de remoção de impurezas passando o mosto por filtros de acordo com o estilo da cerveja, muitas vezes com o objetivo de remover leveduras em suspensão e outras partículas que atrapalham a fermentação. Nem todas as cervejas são filtradas e isso não significa que sejam impuras.

9 - Gruit: Mistura de ervas e especiarias que antigamente eram usadas para aromatizar e dar sabor à cerveja antes do uso generalizado de lúpulo do século XI.

lupulo_15 términos cerveceros que debes conocer

(saltos)

10 - Levedura: Fungo unicelular que transforma o açúcar presente no mosto em álcool e dióxido de carbono (CO2) durante a fermentação, produzindo compostos adicionais de aroma e sabor, como fenóis e ésteres .

11 - Lúpulo: É uma planta da família Cannabaceae cuja flor é utilizada na fabricação de cerveja. É responsável por fornecer aromas e amargor.

12 - Maturação: Período durante o qual as cervejas são armazenadas em ambiente controlado para uma segunda fermentação e permitem o desenvolvimento adequado de aromas e sabores.O tempo de maturação nesta fase costuma variar de duas semanas a quatro meses

13 - Malte: Grão germinado, seco e/ou torrado utilizado na fabricação de cerveja. É a fonte dos amidos que comporão o mosto antes da fermentação. Embora qualquer grão possa ser maltado, a cerveja é geralmente chamada de malte de cevada.

14 - Oxidação: É principalmente uma reação química em que o oxigênio reage com os diferentes compostos de aroma e sabor presentes na cerveja, causando a formação de moléculas responsáveis ​​pelos aromas e sabores de papelão molhado, umidade ou xerez.

15 - Turbidez: Turbidez da cerveja em seu processo de criação devido à precipitação de um composto formado por proteína-tanino em baixa temperatura. Não afeta o sabor do produto final.


Este é apenas um glossário simples, mas não tenho dúvidas, em breve você vai se surpreender dizendo: Minha cerveja favorita é a do tipo IPA porque gosto delas de corpo leve com uma nota intensa de lúpulo e notas de frutas exóticas. ;)

Autor: Laura García de Lucas

.
Beer sapiensEducación cerveceraTerminos cerveceros

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados