Los beneficios de tomar cerveza

Olá amigo Cerveja Sapiens! Outro dia, conversando com amigos, chegamos à conclusão que apesar de este último ano termos tido muitas restrições (que todos sabemos), nosso consumo de cerveja não diminuiu. Pelo contrário, mesmo no auge da pandemia, lembra como as cervejas esgotavam nos supermercados, logo após o papel higiênico e antes do fermento?

Mas o que é inegável é que mudamos um pouco nosso jeito de beber. Assim como muitas coisas que até agora fazíamos bastante inércia, a mudança em nossas rotinas nos fez prestar mais atenção aos detalhes. Talvez antes ficássemos sentados em um terraço e bebíamos várias cervejas sem realmente perceber o que estávamos bebendo. Agora, temos mais tempo e também, às vezes, mais solidão. E prezamos mais a qualidade do produto e o momento.

Los benefícios de tomar cerveza

Então, hoje vamos falar sério, e para acabar com qualquer dúvida que você possa ter sobre o consumo de cerveja, vou falar sobre alguns benefícios (comprovados por estudos) que esta bebida tem:

1. A cerveja é nutritiva

Por seus ingredientes, a cerveja é um alimento saudável. Jesús Román Martínez, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Complutense de Madri e presidente do Comitê Científico do Sociedade Espanhola de Dietética e Ciências da Alimentação (Sedca) diz: “A cerveja é uma bebida tradicional que, além de fornecer certas substâncias nutritivas e não nutritivas, é uma fonte de água para o corpo”. Román também indica que contém diferentes substâncias nutricionais, como vitaminas do grupo B (sobretudo ácido fólico se destaca) e contém uma pequena porcentagem de carboidratos (maltodextrina) e álcool. t5>

La cerveza es nutritiva

2. Melhorar a memória

Um grupo de cientistas da Universidade da Geórgia publicou um estudo em junho de 2020, no qual descobriram que o consumo de cerveja pode melhorar a saúde cognitiva. O estudo aconteceu nos Estados Unidos e contou com a participação de pouco mais de 11 mil pessoas que bebiam cerveja com frequência, mas sem abusar (até meio litro por semana). Os resultados mostraram que houve melhora nas funções relacionadas à memória.

3. Reduz o risco de diabetes

Na última década, surgiram estudos mostrando que o consumo moderado de cerveja influencia na prevenção e controle do diabetes, bem como na evolução de suas complicações.

O documento Efeito preventivo e protetor do consumo moderado de cerveja no diabetes mellitus elaborado pela Sociedade Espanhola de Diabetes explica essa relação: “Componentes da cerveja como fibra solúvel, compostos polifenólicos, minerais e o baixo teor alcoólico atuam nos mecanismos e processos que desencadeiam o diabetes e suas complicações; desde que seu consumo seja moderado”.

4. Reduz o risco de cálculos renais

O Instituto Nacional de Saúde Pública em Helsinque, Finlândia, realizou um estudo envolvendo 27.000 homens de meia-idade. A conclusão que eles chegaram foi que se você beber uma cerveja por dia, você reduz o risco de pedras nos rins em 40%.

5. Fortalece os ossos

Pesquisadores do Centro de Pesquisa em Nutrição Humana da Universidade Tufts, em Massachusetts, encontraram uma associação positiva entre cerveja e melhor saúde óssea.

Ingredientes como o silício, que promove a densidade óssea e previne a perda óssea, ou fitoestrógenos, associados à melhora dos sintomas da menopausa e à prevenção da osteoporose

6. Menos infecções em mulheres

De acordo com um estudo realizado em adultos saudáveis ​​pelo Cold Institute do Centro Superior de Investigaciones Científicas (CSIC), beber cerveja moderadamente por um mês melhora o sistema imunológico, especialmente nas mulheres.

Cerveza es menos infecciones en mujeres

7. A cerveja reduz o colesterol ruim.

De acordo com a American Heart Association, a fibra solúvel na cerveja pode ajudar a reduzir o LDL ou colesterol "ruim". Aumentar a ingestão de fibra solúvel traz inúmeros benefícios à saúde, incluindo a promoção de níveis saudáveis ​​de açúcar no sangue e colesterol. No entanto, como o álcool interfere na capacidade do corpo de absorver vitaminas e minerais, ele também pode diminuir a capacidade do corpo de queimar a gordura armazenada.

8. Não à 'barriga de cerveja'

O consumo de cerveja tem sido associado ao aumento da gordura abdominal por anos, ou seja, a barriga de cerveja de uma vida. No entanto, vários estudos apontam que não há evidências que o comprovem, conforme indicado pelo Centro de Informações sobre Cerveja e Saúde.

Não se deve esquecer que o teor calórico da cerveja é baixo: uma cerveja de 200 ml equivale a 90 kcal e se não for alcoólica, o valor cai para uma média de 34 kcal/200 ml.

No a la ‘barriga cervecera’

Então, meu amigo Beer Sapiens, saboreie uma boa cerveja artesanal com moderação e sem arrependimentos!!

  • Tenha em mente que esta publicação não é uma recomendação médica, é uma informação baseada em estudos mundiais com o objetivo de promover mais conteúdo sobre o mundo da cerveja. Para cuidados pessoais, peça informações ao seu médico.

Fontes: Traveler, Agenciasinc.es

Autor: Laura García de Lucas

.

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados